- e que os desejos sejam sempre realizados...

sábado, 12 de novembro de 2011

Um novo fim

Tão suave como uma borboleta, o jeito que me fazia esquecer de tudo. Talvez intenso como o cheio das flores na primavera, seu perfume se fixava em minha pele e não havia mais tristeza. Dizíamos que seria a ultima vez, mas você sabe que essas palavras se apagam da minha memoria como poeira em meio a ventania. Seriamos nós de novo, ultrapassando a barreira do tempo, para nos encontrarmos parados aqui, como da ultima vez.
E não sentiremos o triste ou o melancólico, nossa partida será tão rápida quanto podemos imaginar, como o verão que logo chega. Ninguém precisa saber.

Claro que um dia isso terá que acabar, mas porque não esperar mais um pouco? É difícil de imaginar como será dali pra frente e a cada primavera lembraremos... Ou não, podemos esquecer de tudo, seremos livres enfim para recomeçar e ganhar um novo final.

2 comentários:

Alice disse...

Juro que eu queria acreditar em um novo final,pois meu coracao nao deixa o passado.
Tem coisas que a mente nao esquece,os sentidos vao se agucar quando passar por algo que te lembre !

Tanara Adriano disse...

flor, mudei de blog.. dai estou avisando a todos que me seguiam no antigo para, se puderem e quiserem, me seguirem no novo. Eu iria adorar! o novo é o Cofffe and Cogarretes

Desde já, obrigado! Beeeeijo chérrie